? ºC Porto Velho - RO

Agronegócio

16/01/2018 13:00 ASSESSORIA

Potencial agrícola de Candeias e PVH é destacado por vice-governador Daniel Pereira

“Essa é uma região nova para a agricultura de peso que está sendo implantada. " destacou Daniel Pereira.

 

 
 

O investimento em terras da região de Itapuã do Oeste, Candeias e Porto Velho para a produção agrícola é uma opção promissora para o desenvolvimento dessa parte de Rondônia, com geração de empregos e renda. A avaliação é do vice-governador Daniel Pereira, que no sábado (13) acompanhou na fazenda Mustang, do Grupo Masutti, a pouco mais de 100 quilômetros de Porto Velho, a colheita da safrinha de soja.

“Essa é uma região nova para a agricultura de peso que está sendo implantada. É uma região espetacular, com potencial muito grande, com possibilidade de se multiplicar em dois ou três anos em quatro vezes a área plantada do Estado de Rondônia”, destacou Daniel Pereira. A fazenda Mustang está localizada no Distrito de Triunfo, em Candeias do Jamari, com pouco mais de dois mil hectares.

Segundo Daniel Pereira, as vantagens do investimento na região, como também em Itapua do Oeste e Porto Velho, são muitas. “A terra  é mais  barata, a proximidade com o  porto é grande e existe a precocidade na produção, o que possibilita uma colheita mais rápida”, destaca. O hectare pode ser obtido por R$ 15 mil na região de Triunfo. Mas os valores, segundo Alessandro Masutti, estão crescendo.

“Rondônia e nesta região em especial tem um índice pluviométrico grande, a quantidade de chuva é bem superior à media do Brasil, a quantidade de calor também, o que garante a precocidade da colheita. Isso acontece aqui em Candeias, e a diferença no tempo da colheita se verifica não apenas em relação ao Brasil mas dentro do próprio estado de Rondônia,” disse o vice-governador.        

A carência social da região mencionada pelo vice-governador, que acompanhou a colheita juntamente com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Maurão de Carvalho, pode ser combatida com estímulo à vinda de novos investidores.

Com outras fazendas na região, totalizando 6 mil hectares, o grupo Masutti tem gera 100 empregos. ”Numa conta simples, são 16,6 empregos por cada mil hectares. Se multiplicarmos por 700 mil hectares disponíveis na região que vai até Guajará Mirim, teremos em torno de cem mil empregos. E uma região muito carente, que precisa de mais empregos, riqueza  e desenvolvimento social”, diz.       

Responsável pela aquisição de áreas para o Grupo Masutti, instalado há 30 anos em Rondônia, Alessandro Masutti disse que o investimento em áreas do Distrito de Triunfo tem sido positivo e que a meta é ampliar a área plantada na região. Em parceria com a Embrapa, o grupo está fazendo experimentos com variedades de soja, e no próximo sábado promoverá um dia de campo com produtores vizinhos para difundir as experiências do grupo com a soja.    


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo