? ºC Porto Velho - RO

Educação

20/11/2018 09:35

Museu do Rio recebe visita técnica e deve passar por readequações para os 300 Anos

ANDRÉ GARCIA SANTANA

A criação do “Complexo do Porto”, às margens do Rio Cuiabá, avança mais um passo com o plano de revitalização do Museu do Rio. Erguido há mais de um século, o espaço integra a proposta de resgate cultural da região e deve receber, ao longo de 2019, uma série de readequações, oriundas de recursos do Ministério do Turismo e da Prefeitura de Cuiabá. Em visita técnica ao espaço, na última semana, o prefeito Emanuel Pinheiro avaliou algumas das principais possibilidades de intervenção.  

Somam-se a elas, as obras os do Mercado do Porto, a Orla do Porto II, Cais do Porto e Aquário Municipal. As três primeiras em fase licitatória, e a última, já em execução. “Cuiabá, durante sua história, cresceu de costas para o rio e nós precisamos corrigir isso, colocando a cidade de frente para ele. Esta era uma das minhas pautas de campanha e se tornou uma determinação da nossa gestão para o marco dos 300 Anos”, afirmou o prefeito.

Em consonância com o projeto, artes, religião e história se mesclarão para dar ao local uma atmosfera ainda mais cuiabana, fortalecendo o turismo local e estabelecendo ali parada obrigatória para os que estiverem de passagem por aqui. Para isso, também deverá ser implantado ali um Centro de Atendimento ao Turista (CAT).

Foi o que explicou o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo, ao destacar o potencial turístico do espaço. “Esse é um dos pontos mais importantes no desenvolvimento histórico de Cuiabá, uma vez que tudo que vinha de São Paulo ou Corumbá, por exemplo, chegava por aqui. Estamos estudando esse cenário para unir todas essas frentes e podermos explorá-las da melhor forma possível, criando um novo cartão postal para o município”, disse.

Além de Vuolo, acompanharam a visita do prefeito o secretário de Inovação e Comunicação, Júnior Leite e a secretária extraordinária dos 300 Anos, Cely Almeida. Na ocasião, foram apresentadas as propostas aos representantes da Marinha do Brasil. Pinheiro os convidou também para participarem dos festejos tricentenários da cidade no próximo ano.

A parceria, de acordo com o prefeito, se justifica pela ligação da instituição com a fundação de Cuiabá. “Queremos incorporar a Marinha à comemoração porque de todas as Forças Armadas, ela é a que tem ligação mais direta com a origem de Cuiabá. Então queremos trazê-los para ajudar a contar a saga cuiabana, repleta de heróis como o eterno Augusto Leverger.”

O capitão Hebert França conta que a corporação já deu sinal positivo para o acordo e que algumas maneiras para presentear o município já estão sendo discutidas. “Há uma vontade mútua da Prefeitura e da Marinha de fazer esse trabalho pelo aniversário da Capital, principalmente porque Cuiabá teve sua origem pelo rio. É uma história que se confunde com os próprios valores da Marinha, por isso temos a intenção de apoiar a cidade de participar efetivamente de todo esse processo”, finaliza.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo