? ºC Porto Velho - RO

Justiça

21/06/2018 08:57 Fonte: G1

Segundo júri do caso Chico Pernambuco é encerrado com réus condenados em Porto Velho

Principal suspeito de ser o mandante do crime continua foragido. Segunda fase do julgamento começou na terça-feira (19).

Depois de 38 horas do segundo dia da sessão de julgamento do caso Chico Pernambuco, o 1º Tribunal do Júri de Porto Velho leu a sentença dos réus Marcos Ventura Brito, Henrique Ribeiro de Oliveira e Diego Nagata Conceição. A primeira sessão do segundo júri teve início na manhã de terça-feira (19).

Após a reunião do Conselho de Sentença, ficou decidido que todos os réus seriam condenados. Marcos Ventura Brito e Diego Nagata Conceição foram condenados a 14 anos e seis meses de reclusão. Sobre as detenções, Marcos pegou seis meses, enquanto Diego ficará detido por quatro meses.

Henrique Ribeiro ficará 13 anos recluso e cinco meses detido. Inicialmente, todos os acusados ficarão presos em regime fechado. A sentença foi anunciada às 22h30 desta quarta-feira (20).

Eles são três dos sete acusados pelo envolvimento na morte do ex-prefeito de Candeias do Jamari (RO), região a 26 quilômetros da capital rondoniense, em março de 2017.

Conforme o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), os réus são acusados de homicídio duplamente qualificado, por participar da articulação do crime.

Marcos Ventura é acusado, ainda, de ter ligação com a arma utilizada na execução de Chico. O suspeito de ser mandante do crime, Katsumi Yuji Ikenohuchi Lema, segue foragido.

No segundo dia, Diego Nagata e Marcos Ventura foram interrogados. Em depoimento, eles alegaram ser inocentes e disseram que só confessaram o crime, pois foram torturados pela polícia.

Todas as testemunhas necessárias foram ouvidas no primeiro dia da segunda sessão. Das 12 previstas, três foram dispensadas. A delegada responsável pelo caso e um policial civil também foram ouvidos.

As demais testemunhas foram preservadas. A sessão foi encerrada com o interrogatório do réu Henrique Oliveira.

1º Julgamento

Chico Pernambuco, ex-prefeito de Candeias do Jamari assassinado em março de 2017.  (Foto: Rede Amazônica/Reprodução)

Chico Pernambuco, ex-prefeito de Candeias do Jamari assassinado em março de 2017. (Foto: Rede Amazônica/Reprodução)

 

No primeiro julgamento do caso, realizado nos dias 5 e 6 de março deste ano, nove testemunhas foram ouvidas e três réus interrogados.

Talisso Souza de Oliveira, Wellyson da Silva Vieira e Willian Costa Ferreira foram condenados a mais de 14 anos anos de prisão em regime inicial fechado, cada.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo