? ºC Porto Velho - RO

Política

19/12/2018 12:48 Fonte: Da Redação

JEAN MENDONÇA PERDE VAGA HORAS DEPOIS DE SER DIPLOMADO DEPUTADO ESTADUAL.

O Tribunal Superior Eleitoral – TSE, através da decisão do  ministro Jorge Mussi, decidiu no inicio da noite dessa terça-feira (18) pelo deferimento do registro de candidatura da Professora Valdecira, que pleiteou uma cadeira de deputada estadual pela coligação Por Amor a Rondônia, composta pelos partidos PMN, PSC e PC do B.

A professora Valdecira,  teve o registro de sua candidatura cassado pelo Ministério Público Eleitoral – MPE, que apontou uma condenação por crime de lesão ao erário imputado à professora quando a professora foi diretora de uma escola pública e juntamente com outros servidores teria desviados recursos para aplicação no âmbito escolar e aplicado em fins desconhecidos.

De acordo com o Ministro, mesmo o MPE e o Tribunal Regional Eleitoral – TRE/RO, entendendo que tal fato colocaria a candidata na situação de Ficha-Suja, a falta de caracterização de dolo premeditado que enquadraria Valdecira, não ficou caracterizado pela decisão judicial, motivo pelo qual a Justiça Eleitoral não pode alterar o posicionamento dos fatos expostos na condenação.

Nesse sentido, os votos da Professora Valdecira foram contabilizados, garantindo então o quantitativo necessário para sua coligação possuir uma segunda cadeira de deputado, sendo a primeira já ocupada pelo deputado Dr. Neidson.

O primeiro suplente na fila de espera é o Deputado Geraldo da Rondônia do mesmo partido de Valdecira, que após a decisão superior da Justiça Eleitoral, torna-se deputado reeleito para os próximos quatro anos entrando no lugar de Jean Mendonça, que havia sido diplomado horas antes da decisão do TSE.

Nessa condição outro deputado que não conseguiu a reeleição o ainda deputado Jesuíno Boabaid (PMN), fica com a vaga de  suplente direto de Geraldo da Rondônia.

 

 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo