? ºC Porto Velho - RO

Saúde

13/09/2018 09:23 Fonte:TJ/RO

Eliminação da malária em Rondônia é tema de reunião no TJRO

O objetivo da visita é a integração entre as instituições para novas condutas que viabilizem a eliminação da malária.

O presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, Walter Waltenberg, recebeu, na manhã desta quarta-feira, 12 de setembro, os representantes do Cepem – Centro de Pesquisa em Medicina Tropical, órgão vinculado à Secretaria Estadual de Saúde, responsável pelo plano de eliminação da malária no Estado. O objetivo da visita é a integração entre as instituições para novas condutas que viabilizem a eliminação da malária. A instituição, que é dirigida por cientistas e médicos, busca apoio com relação à normatização e à regulamentação de políticas públicas no setor.
Segundo o diretor geral do Cepem, Mauro Tada, “a sensibilização das instituições é importante para a sustentabilidade do processo e envolve os gestores numa causa de bem comum. Hoje, a doença está sob controle e se nós conseguirmos eliminá-la no estado de Rondônia, seremos os primeiros na região amazônica”.

Em 1988/1989, Rondônia registrou 300 mil casos de malária. Os números atuais são de 7 mil, o que representa uma queda significativa o suficiente para registro como patamar residual. Essa classificação considera que as ações executadas necessitam da inserção de novas metodologias e inovações para que se alcance a total eliminação da malária, cuja incidência, mesmo residual, tem o percentual de 90% concentrados nos municípios de Porto Velho, Candeias do Jamari e Machadinho do Oeste.
O setor de entomologia do Cepem se empenhará no levantamento de informações para saber os lugares que ainda têm criadouros de mosquitos, o potencial de malária nessas localidades e atuar no sentido de prevenir que a doença volte a ter incidência onde já não há tanta frequência. Segundo o pesquisador do Instituto de Pesquisas em Patologias Tropicais - Ipepatro, Luiz Herman, grandes fluxos migratórios ocorridos numa região como Rondônia potencializam o aparecimento da malária. “A mobilidade de pessoas, por questões econômicas ou sociais, em áreas malarísticas, favorece a disseminação da doença”, explicou o pesquisador.
O presidente do TJRO, Walter Waltenberg, afirmou que “o plano de eliminação da malária criado pelo Cepem significa muito para o estado de Rondônia e certamente o Tribunal de Justiça poderá contribuir, convidando os interessados para que, juntos, possamos traçar as ações necessárias para o êxito do projeto e, consequentemente, ficarmos livres dessa doença que, no passado, atingiu números muito preocupantes”.




Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo